Também conhecido como social media, um analista de mídias sociais é hoje a segunda profissão mais buscada pelas empresas para compor suas equipes de marketing.

O motivo é bastante simples. Afinal, mais de 90% das empresas brasileiras utilizam as redes sociais como parte da estratégia de marketing digital, sobretudo o Facebook, YouTube e Instagram.

A profissão ainda é relativamente nova no mercado de trabalho. Mas a cada dia conquista mais e mais espaço dentro das agências de comunicação, especialmente as que são especializadas no meio digital.

Um social media fica responsável pela gestão das mídias online do cliente, representando um papel importante para a construção da imagem deste.

Por ser um cargo novo, as pessoas ainda apresentam dúvidas em relação a este profissional. Em geral, os jovens, que são altamente conectados as mídias. Tendem a buscar por profissões que lidam com isso, mas não sabem por onde começar.

Assim, trouxemos neste artigo tudo o que é necessário para ser um analista de mídias sociais e o que esse cargo faz dentro das empresas. Confira

O que é necessário para ser um analista de mídias sociais?

analista de mídias sociais

Para trabalhar na função, o requisito básico é o conhecimento das ferramentas digitais e a facilidade para utilizá-las, mas não fica apenas nisso.

A área busca por profissionais de comunicação, onde entram as graduações de marketing, publicidade e propaganda, e dependendo da atuação, também o jornalismo e relações públicas.

Não há um curso específico dentro das universidades para a formação do social media, mas é possível se especializar dentro da área aprendendo mais sobre sua atuação, por exemplo.

Além da graduação nos cursos de comunicação social, o analista de mídias sociais também precisa ser heavy user das redes sociais. Apresentar boas habilidades comunicacionais, estar ligado aos assuntos do momento, como um consumidor ativo de conteúdo em diversos formatos. E, por fim, conhecer de fato as principais ferramentas das mídias, tendo domínio das mais importantes. Como as de análise de métricas, por exemplo.

Esse é apenas um resumo dos requisitos para uma oportunidade como social media. Já que ele precisa não só utilizar uma rede, como também conhecer a linguagem e como usar a imagem do cliente em cada canal.

O trabalho é bastante detalhista e cobra isso do profissional.

Habilidades que um analista de mídias sociais precisa ter

Não fica só no conhecimento técnico, eles também precisam ter certas habilidades para atuarem como analista de mídias sociais.

As empresas esperam que este profissional saiba construir e gerenciar o perfil de determinada marca dentro da rede. De modo a criar um conteúdo interessante e compartilhável para o público.

No caso do conteúdo, ainda é necessário que ele atenda as especificações de cada tipo de rede. Mesmo sendo uma linguagem diferente no Instagram e no Twitter, por exemplo. O conteúdo criado pelo social media deve espalhar uma mesma mensagem.

É dessa forma que ele começa engajar discussões que sejam relevantes para empresa, seus concorrentes e até mesmo em relação ao mercado. Isso gera leads e uma maior audiência, para posteriormente converter esse público como clientes da marca.

Ainda é necessário que o profissional saiba desenvolver e analisar diversos formatos de campanhas, dentro das redes e os canais da marca.

O trabalho não é feito sozinho, junto ao analista ainda há outros profissionais de marketing e produção de conteúdo, que servem como auxílio para a promoção da marca por meio de diversos materiais. A ideia é educar e entreter ao público alvo da marca, sempre trazendo novos adeptos do que ela vende.

Por fim, o perfil criativo é bastante valorizado, já que é o analista de mídias sociais que traz novas formas de engajamento dentro das redes, sempre com foco em atingir a persona criada pela marca.

Perfil do analista de mídias sociais

Esse profissional é, em resumo, uma ramificação dentro das várias formas de atuação em cargos de comunicação, assim seu perfil segue uma linha bem tênue.

Um analista de mídias sociais precisa ser dinâmico e observador, sempre atento a tudo. Isso porque ele precisa lidar com uma enorme quantidade de pequenas tarefas em sua rotina de trabalho. É por conta desse fator que as empresas também procuram por pessoas organizadas e pragmáticas.

Entre os requisitos considerados indispensáveis para as agências, o social media precisa ser minucioso nas análises de métricas, ler muito e ter uma escrita impecável, qualidades básicas para quem deseja trabalhar com comunicação.

O profissional vai lidar diretamente com a criação de conteúdo. E chega a ser até um pouco óbvia essa exigência. Não dá para trabalhar no cargo apresentando textos mal escritos, sem embasamento e com assuntos irrelevantes para o cliente e sua marca.

Alguns diferenciais da profissão

Como já mencionado, as empresas, sobretudo as de grande renome, prezam pela formação superior. Por isso, buscam por profissionais graduados em comunicação social, sobretudo aos cursos de marketing e publicidade.

Também acabam procurando pelos jornalistas. Desde que tenham o conhecimento fundamental para a área. Como o curso não é muito voltado ao marketing digital. O profissional vai precisar se especializar um pouco, somente a graduação não é o suficiente.

No entanto, a formação acadêmica não é um requisito imprescindível e nem forma obrigatoriamente um bom analista de mídias sociais. Mas entra como um diferencial para esses profissionais.

Também é bem visto o conhecimento entre as ferramentas de análise de métricas, palavras-chave e edição de imagem. Visto que o trabalho, muitas vezes, demanda o uso recursos visuais como forma de conteúdo.

É fácil entender porque isso se tornou um diferencial para a profissão. O difícil é encontrar postagens que não utilizem imagem junto a seu conteúdo.

Entendeu porque eles precisam conhecer e dominar, ao menos o básico, dessas ferramentas?

Faixa salarial e demanda de trabalho

Até 2014, o crescimento dessa profissão tinha uma projeção de 7%. Mas a medida que a presença das marcas no meio online ganha mais força torna-se mais necessário o analista de mídias sociais nas estratégias de marketing.

Como é uma característica marcante da era virtual, não é uma exatidão calcular a média de trabalho desse profissional. Isso porque pode ocorrer uma mudança brusca dentro da profissão, algo comum para a atualidade.

Não quer dizer que a demanda vai diminuir. Mas pode ser que as funções do analista de redes sociais sejam alteradas.

Quanto ao salário, eles ganham em média R$ 2,9 mil. Pesquisas apontam que o mínimo pago a esse profissional é de R$ 1.263,00 ao mês e o máximo gira em torno de R$ 4.580,00.

Gostou das dicas?

Esperamos que tenha ficado tudo claro!

Comentários

comentários

Inscreva-se e seja o primeiro a receber nossas novidades em seu E-mail.

Receba uma Análise Gratuita!

Receba uma análise grátis em sua conta de Google Adwords, Redes Sociais ou Website.

Recomendaremos o melhor serviço para sua empresa.

Blueberry - Soluções Digitais © Todos os Direitos Reservados - 2016 | Termos de Serviço